Torne-se fã

O pano da gravidez

As alterações hormonais da gravidez têm bastantes vezes como consequência perturbações na pigmentação: as futuras mamãs vêem então o seu rosto com manchas castanhas denominadas por “pano da gravidez”.
 

Editado em 02/04/2012
Durante a gravidez, mais de dois terços das mulheres vêem surgir no rosto diversas manchas castanhas de contorno irregular, que fluem para a mesma zona e geralmente repartidas de modo simétrico na testa, nas bochechas e por vezes na zona superior do lábio ou no queixo. Denominada por “pano da gravidez ou cloasma, esta hiperpigmentação característica surge geralmente entre o 4º e o 6º mês de gravidez. Se bem que seja benigna, torna-se desagradável para as futuras mamãs devido ao seu efeito inestético.

Na maioria dos casos, o pano da gravidez da gravidez desaparece no mês seguinte ao parto. Contudo, existem situações onde persiste: é necessário então consultar um dermatologista para saber qual o tratamento adaptado (cremes despigmentantes, dermoabrasão, peeling, etc.)


Quem é afectado?

 
  • As mulheres morenas são as mais afectadas. Contudo, todas as mulheres, qualquer que seja o tom de pele, podem ser atingidas durante a gravidez.
     
  • As mulheres cujo rosto já tenha sido afectado numa primeira gravidez têm um risco elevado de reaparecimento do pano. Com as gravidezes, o pano também levará mais tempo a passar.
     
  • O cloasma pode também observar-se após a toma de uma pílula com uma dosagem muito forte de estrogénios, ou de outros tratamentos hormonais. Tem a tendência em localizar-se à volta da boca.
     
  • A utilização de cosméticos de má qualidade, de perfumes ou de produtos com álcool, seguida de uma exposição solar pode desencadear o aparecimento de um cloasma.
     
  • Em certos casos, pode acontecer o aparecimento do cloasma sem se estar grávida e sem razão aparente, particularmente nas mulheres de origem asiática ou mediterrânica
     
  • Existem indicadores que apontam que a hereditariedade também tem um papel no aparecimento do pano da gravidez.
     
  • Nas pessoas afectadas, é comum o cloasma atenuar-se no Inverno para reaparecer no Verão, sob o efeito dos raios UV.
     


As origens do cloasma
 

 A gravidez é acompanhada por um crescimento espectacular da taxa de diversas hormonas no sangue. Entre elas, os estrogénios com um efeito estimulante sobre os melanócitos, as células responsáveis pela produção da melanina (o pigmento castanho responsável pelo bronzeado). Em determinadas zonas do rosto, os melanócitos desregulam-se face a esta estimulação e produzem melanina em excesso : esta acumula-se formando núcleos cuja coloração pode ir desde o castanho claro ao castanho escuro.

Este excesso localizado de pigmentação pode assumir duas formas :
  • Pode ser superficial : em 70% dos casos, os grãos de melanina depositam-se unicamente ao nível da epiderme. O prognóstico de regressão é muito favorável.
  • Pode ser em profundidade : os núcleos podem colonizar a derme (10% dos casos) ou tanto a derme e como a epiderme (20% dos casos). O desaparecimento do cloasma é mais difícil.
 


Como proteger-se ?

 
  • Para limitar o risco de aparecimento do pano da gravidez, a primeira medida a tomar é evitar a exposição solar, ou caso não seja possível, utilizar uma protecção solar de índice elevado (SPF 50 no mínimo, renovar a aplicação a cada 2 horas) e usar um chapéu de abas largas, mesmo na cidade. Com efeito, os raios UV estimulam a produção de melanina das células da epiderme podendo assim desencadear o aparecimento do pano da gravidez ou agravar consideravelmente o seu aspecto. As sessões de UV em gabinetes também são a evitar. 
     
  • As esfoliações e as limpezas ou desmaquilhagens demasiado enérgicas do rosto também são desaconselhadas : podem estimular a secreção de melanina.
     
  • Atenção também aos perfumes e aos produtos com álcool : podem ser fotossensibilizantes e induzir ao aparecimento de manchas castanhas.
     
  • Se teve pano da gravidez, o melhor será deixar a pílula e optar por outro método contraceptivo depois do parto, para limitar ao riscos de ver ressurgir as manchas castanhas.

A nossa filosofia

Saiba mais

Os nossos compromissos

Saiba mais

A nossa filosofia

Saiba mais